Em estilo de Blogue

Num ritmo tranquilo, novos textos vão surgindo.

Convido-vos a virem espreitar mais vezes!

Aqui encontram uma visão mais ampla e colorida da minha relação com o Yoga e a espiritualidade no geral - vivências, reflexões e compreensões. Alguns textos simples e curtos, outros mais extensos e profundos, apresentados por ordem cronológica e no menu ao lado (na barra lateral direita). Palavras que podem ressoar em vós, já que os nossos diferentes caminhos têm pontos em comum e que os nossos corações, na essência, anseiam pelo mesmo.

 

As vossas impressões e comentários são bem-vindos, para o email decorpoealma.yoga@hotmail.com.

 

Para uma partilha mais informal e dinâmica, com a possibilidade de um diálogo aberto, podem visitar-me no Facebook.

Desafios no caminho – da hesitação à gratidão

Na sessão de lançamento da minha nova proposta BE Yourself estávamos 2 pessoas: eu e o meu participante mais fiel, a pessoa que mais apoia o meu caminho – o meu marido. E fizemos a sessão completa. E foi lindo.

 

Nos primeiros instantes hesitei e senti-me desanimada, mas essas sombras dissiparam-se num momento e de repente tinha total clareza e um ânimo reforçado: eu vou fazer esta sessão! Permitir que esta Energia, que criei e nutri com tanto carinho, se manifeste; que o meu Ser se expresse e desfrute.

 

Quando a Alma quer, vale sempre a pena! Quando estamos presentes, disponíveis, de mente aberta e coração aberto, a magia acontece. Quando nos entregamos à Vida tal como ela se nos apresenta, quando fluímos, a criação emerge!

 

Na preparação interna para esta sessão, junto do meu altar, recebi a inspiração de 2 cartas.

Continuar a ler...

Vida é Yoga

É estar inteira/o em cada momento, pondo tudo o que somos em tudo o que fazemos. É viver cada instante com a mesma qualidade.

 

Com atenção plena e serenidade,

Com confiança e receptividade,

Com sensibilidade e leveza.

 

Quer estejamos a apanhar a sol, a trabalhar, a comer, a atravessar a estrada, a lavar a loiça ou na fila do supermercado.

 

Com generosidade,

Com honestidade e espontaneidade,

Com curiosidade e entusiasmo.

 

Independentemente das mudanças de pensamento, emoções, humor, sensações, estado físico, …

Continuar a ler...

Apelo aos Homens

* Este é um apelo sério, genuíno e amoroso.

 

A praticar Yoga, a participar em retiros, encontros, workshops!

A permitirem-se investir no auto-conhecimento e expansão da consciência!

A chegarem-se à frente na transformação da humanidade, começando por si e pelas suas relações!

A assumirem o seu Poder e o seu papel essencial em parceria com as mulheres!

 

Não queremos príncipes encantados, nem homens perfeitos, nem heróis invencíveis!

Não somos princesas, nem mulheres perfeitas, nem donzelas imaculadas!

 

Continuar a ler...

Retiro Yoga & Natureza - a Proposta

Para mim, um retiro é um espaço privilegiado de libertação, de conexão, de expansão, um espaço para nutrir corpo e alma. Participar em diferentes retiros tem-me trazido momentos sagrados de aprendizagem, transformação e cura, daí esta vontade profunda de proporcionar esta vivência a outras pessoas.

 

O simples facto de nos darmos o direito de fazer um retiro, de reservar um tempo para abrandar ou parar, para nos cuidarmos, para nos escutarmos e sentirmos, já é um grande passo. Deixar de lado a rotina, o ambiente que nos é familiar, as responsabilidades diárias, os diferentes papéis e relacionamentos. Darmo-nos espaço. Abrirmo-nos a outros lugares, outras pessoas, outras possibilidades. Não como uma fuga ou rejeição, mas sim como uma oportunidade para nos recentrarmos e recarregar energias, para depois voltar e abraçar cada parte da nossa vida com outra força, clareza e tranquilidade.

Continuar a ler...

Ao encontro do Yoga na Índia: uma viagem de transformação pessoal

Em setembro de 2017, a 12 dias de completar 41 anos, embarquei numa viagem em busca de descoberta e aprendizagem. O que vivi foi além do que eu podia imaginar quando, apenas alguns meses antes, decidi ir cerca de 4 meses para a Índia – decisão que surgiu naturalmente ao ter-me dado permissão para manifestar o desejo de vivenciar um retiro longo e profundo e suspender a minha vida “normal”. Tendo abraçado há anos o caminho do Yoga, a Índia era o destino óbvio, na vontade de me conectar com a fonte desta sabedoria e com uma espiritualidade viva. Eu sabia claramente que o que me atraía não era somente o Yoga tradicional, mas sobretudo uma cultura onde o sagrado e o divino têm um lugar central e a possibilidade de viver a espiritualidade nas pequenas coisas do dia-a-dia.

Continuar a ler...

Conduzir um retiro - guiar uma viagem

É TÃO LINDO ESTE TRABALHO!

De cuidar, guiar, inspirar uma viagem em grupo, que é a soma das distintas viagens individuais,
Através duma força e sabedoria que Me habita, que brota do meu coração, que por sua vez são cuidadas, guiadas e inspiradas por uma Força e Amor Maior
E ver a transformação em cada pessoa - a abertura, o relaxar, o progressivo soltar de máscaras e suavizar de armaduras, o sorriso que acontece sem esforço, o olhar mais límpido, o coração que se abre porque confia! Dar-se o direito de brincar, experimentar, Estar, Ser, desfrutar!

Liberdade

Liberdade é a expressão genuína de quem somos,
É ser espontânea e real e inteira, com tudo o que temos dentro,
Sem imitações, sem repetições por hábito,
Sem domesticar, sem enfeitar, sem disfarçar, sem fingir,
Sem medo, sem vergonha,
Sem conter em esforço, sem controlar em auto-castração, sem comodismos que nos desvitalizam!
Esta forma profunda de Liberdade não implica nos afastarmos do mundo nem tão pouco abdicarmos dos nossos desejos profundos. Ela coexiste com e dá força aos nossos compromissos e responsabilidades.

(ver em página separada)

Yoga - rumo à iluminação!

Parte I - em tom humorístico

E vocês talvez a pensar que praticam yoga para conseguir ficar na postura de prancha sem prender a respiração, ou chegar com as mãos aos pés sem dobrar as pernas e de forma elegante, ou conseguir fazer uma saudação ao sol sem baralharem a sequência das posturas!!
Ou talvez conseguir estar sentado/a mais de 3 minutos sem desesperar com o desconforto das pernas!
Ou conseguir finalmente cantar um mantra com a entoação certa!

Então, tenho boas notícias!! Isso são só efeitos secundários positivos!!
O motivo verdadeiro é "somente" a transformação pessoal, rumo à Iluminação!
Nada mau para um objectivo, certo?!

 

Parte II - e agora em tom sério

Continuar a ler...

Não nos é pedida a Perfeição

Faz hoje 3 meses que regressei e é impressionante e maravilhoso testemunhar o quanto a Índia ainda "trabalha em mim"! Os processos profundos de mudança levam o seu tempo, não se apressam nem se encurtam - há que deixar assentar, clarificar, ajustar, integrar, consolidar no corpo, na mente e nas dimensões mais subtis do Ser.


Na minha meditação-contemplação de hoje, com esta energia especial de reconhecimento e agradecimento do caminho percorrido, do tanto experienciado e do tanto recebido, surgiram-me com clareza as seguintes palavras:

 

Não nos é pedida a Perfeição
Mas sim a entrega a um caminho de contínuo aperfeiçoamento
Não nos é pedida nenhuma guerra
Mas sim uma transformação estabelecida em generosidade, compaixão, amor,
como o suporte e o colo incondicional que damos a uma criança.

(ver em página separada)

Reflexões desde a Índia

Conjunto de pequenos textos escritos durante a minha estadia na Índia, entre setembro 2017 e janeiro 2018:

 

» Buscando o Equilíbrio

 

» Pequenas Grandes Aprendizagens

 

» Índia, Lugar de Encontros

 

» 4ª Etapa da Viagem – Descanso Interno

 

» O Sagrado à Flor da Pele

 

» Índia – Destruidora de Egos e Auto-Importâncias

 

» Desde os Himalaias – Ritual Intensive

 

Ler textos...

A Felicidade de Aprender Yoga na Tradição de Krischnamacharya

Terminei hoje um programa de 2 semanas no Krishnamacharya Yoga Mandiram, Chennai: Sattva Shuddhi = Purificação da mente. O trabalho corporal com asanas foi apenas um dos elementos, nem mais nem menos importante que outros mais subtis como pranayama e meditação, juntamente com a essência da filosofia do Yoga (Yoga Sutras de Patanjali), canto védico e princípios de Ayurveda.

 

Um ensinamento tradicional, sério e profundo, que se preocupa em se ajustar à realidade actual.

A respiração como eixo central da prática - a porta de entrada para uma mente clara e focada, e portanto, com o discernimento correcto. Cada técnica ou movimento ou prática como instrumento para permitir uma respiração mais ampla e livre. E é a respiração que conduz qualquer prática: a escolha de um pranayama, a forma de cantar o mantra, como entrar, permanecer e sair duma postura.

Continuar a ler...

Iyengar Yoga – Alinhamento desde Dentro

Eu tinha a ideia de que Iyengar Yoga é centrado no trabalho com o físico e até "obstinado" com a perfeição do alinhamento, com excessivo rigor e austeridade.

Em Rishikesh com a extraordinária professora Usha Devi descobri a profundidade deste "estilo" de yoga e que afinal não se trata de alinhar o corpo mas sim de alinhar por dentro!! Um profundo estar no presente, atenta, sem espaço para fugir ou distração, de tal forma que a mente de facto habita o corpo, a energia vital habita o corpo, e corpo-mente entra progressiva e consistentemente em ligação com o Ser maior.

Continuar a ler...

Bliss, Shanti, Ananda

Bliss/Graça,

Shanti/Paz,

Ananda/Plenitude

 

De que forma estar na Índia me ajuda a reconhecer estas qualidades em mim?

Eu sei que não é o facto de estar aqui que me vai magicamente tornar mais inteira ou feliz! Eu compreendo que estas qualidades não vêm de fora. Que não dependem de onde estou nem do que faço. Mas também sei - ou acredito - que a mulher adulta que sou agora tem aprendizagens para fazer, e a Índia está a oferecer-me a riqueza e intensidade de vivências que podem resultar nessa aprendizagem.

Procuro a cada momento lembrar-me disto!

Manter-me aberta, receptiva, confiante.

Observar quando o ego toma conta e perturba a minha interacção com o que acontece ao meu redor. E aí, usar o amor e a generosidade também para comigo própria, com as minhas falhas e limitações.

Continuar a ler...

Não me interessa dominar as técnicas, nem transcender a matéria, nem ficar "Iluminada". Ou interessa...?! ou Como ser feliz agora?

*Atenção: para ler com uma boa dose de humor

 

Não me interessa fechar os olhos e ver galáxias, cores em movimento ou fantásticas figuras geométricas. Não me interessa sentir a Kundalini a subir pela coluna acima. Nem levitar, ou prever o futuro, ou falar com anjos, ou ver as raízes das árvores por debaixo do solo.
Não me interessa meditar horas a fio em imobilidade total, nem ficar dias sem comer nem beber, nem ficar um longo tempo sem respirar.
Não me interessa estar horas em Sirsasana nem mesmo chegar com os calcanhares ao chão no Adho Mukha. Às vezes nem sei se me interessa aplicar os Yamas e os Nyiamas na perfeição!
Pensando bem, talvez nem me interesse saber quem sou nem compreender o mundo! (assumindo que isto é possível)
O que realmente me interessa é SER FELIZ!

Continuar a ler...

Ser professora de Yoga

Ser professora de Yoga não é ter respostas fechadas e definitivas sobre todas as práticas. É sim estar disponível para indagar a cada momento, dar espaço para a evolução que faz parte integrante da vida, e incentivar @s alun@s a fazer o mesmo. É entregar-se a um percurso de descoberta, aprendizagem, partilha, que só é possível com a motivação e a confiança das pessoas que a mim se juntam nas várias propostas para investigar & viver o Yoga. É preciso humildade, coragem, compaixão, dedicação e visão - para quem guia e para @s alun@s!

Continuar a ler...

Impressões de um retiro

Que cores, que energia, que cheiros!
que vastidão, que céu, que águas!
caminhar de pés descalços
deitar sobre uma cama macia de erva
abraçar uma árvore e inspirar-se nas suas raízes
dar as mãos em círculo e sentir comunhão
ver com o coração
com canto e alegria, honrar a natureza e a vida
com silêncio, honrar o desconhecido, o mistério, o transcendente
sorrir, rir, bocejar, deixar os olhos brilhar
deixar a criança interior se expressar
tomar banhos em ribeiras de águas frescas e cristalinas

Continuar a ler...

A minha primeira semana de meditação e silêncio

Foi intensa, desafiante, dura, rica!

Várias vezes desesperei com as dores físicas; confrontei-me com o meu ego, os meus medos, dúvidas, resistências, desejos, expectativas; momentos sem fuga da constante atividade da minha mente, sempre com novos pensamentos!

Como guia e apoio, tínhamos os poderosos princípios:
1. nada é um problema (= aceitar tudo como é)
2. tenho infinita paciência (comigo e com tudo o que acontece)
3. não tenho expectativas

 

Com foco e intenção, após os primeiros dias, fui conseguindo aqui e ali regressar sempre ao essencial: quem Sou Eu para além deste corpo e desta mente? Quem Sou Eu, para além destas dores físicas, pensamentos, emoções?

Continuar a ler...

Vídeo dos Retiros

Para receber informação por email sobre novas actividades, enviar por favor email para decorpoealma.yoga@hotmail.com

Relaxa sem preguiça

Concentra-te sem tensão

Perceciona sem projetar

Testemunha sem julgar

Desfruta sem ânsia

Reflete sem imaginar

Ama sem condições

Dá sem exigir

Recebe sem possuir

Serve sem interesse

Desafia sem dominar

Medita sem identidade

Corrige sem culpar

Supera sem orgulho

Ri sem cinismo

Chora sem ter pena

Confronta sem ódio

Guia sem superioridade

Sê sem auto-definição

Vive sem arrogância

Entra sem auto-importância

Parte sem arrependimentos

Sê um com Deus


Mooji, Fevereiro 2014
texto original em inglês