A Felicidade de Aprender Yoga na Tradição de Krischnamacharya

Terminei hoje um programa de 2 semanas no Krishnamacharya Yoga Mandiram, Chennai: Sattva Shuddhi = Purificação da mente. O trabalho corporal com asanas foi apenas um dos elementos, nem mais nem menos importante que outros mais subtis como pranayama e meditação, juntamente com a essência da filosofia do Yoga (Yoga Sutras de Patanjali), canto védico e princípios de Ayurveda.

 

Um ensinamento tradicional, sério e profundo, que se preocupa em se ajustar à realidade actual.

A respiração como eixo central da prática - a porta de entrada para uma mente clara e focada, e portanto, com o discernimento correcto. Cada técnica ou movimento ou prática como instrumento para permitir uma respiração mais ampla e livre. E é a respiração que conduz qualquer prática: a escolha de um pranayama, a forma de cantar o mantra, como entrar, permanecer e sair duma postura.

 

Ao contrário da experiência com o Yoga na tradição de Iyengar, aqui aprendi através da suavidade, do movimento lento, do fluir. A atenção plena resulta não da consciência corporal "cirúrgica", mas do contínuo foco na qualidade da respiração e da consciência da interdependência respiração-corpo-mente. E é daqui que se chega a uma progressiva percepção das nossas dimensões internas mais subtis e da conexão com algo maior que nos envolve.

 

Mais uma extraordinária viagem de aprendizagem pela qual estou profundamente grata,

Mais uma prova inequívoca de que o Yoga nos oferece várias formas genuínas de alcançar o objectivo,

Mais uma confirmação pessoal de que o conhecimento fundamental eu já tenho - profunda gratidão aos extraordinários professores Liliana Nuño e Tomás Zorzo Diez com quem tenho o privilégio de estudar nos últimos anos - e que o caminho é praticar, praticar, praticar! Só assim todo este conhecimento pode ser realmente compreendido e integrado e servir o seu propósito maior!

 

Que eu tenha a força, a motivação, a clareza e a disciplina para aprofundar e elevar a minha prática!

 

* Texto escrito desde a Índia

Lina Afonso | Yoga de Corpo e Alma

Novembro 2017

Para receber informação por email sobre novas actividades, enviar por favor email para decorpoealma.yoga@hotmail.com

Relaxa sem preguiça

Concentra-te sem tensão

Perceciona sem projetar

Testemunha sem julgar

Desfruta sem ânsia

Reflete sem imaginar

Ama sem condições

Dá sem exigir

Recebe sem possuir

Serve sem interesse

Desafia sem dominar

Medita sem identidade

Corrige sem culpar

Supera sem orgulho

Ri sem cinismo

Chora sem ter pena

Confronta sem ódio

Guia sem superioridade

Sê sem auto-definição

Vive sem arrogância

Entra sem auto-importância

Parte sem arrependimentos

Sê um com Deus


Mooji, Fevereiro 2014
texto original em inglês